• Abdominoplastia

Abdominoplastia

Cirurgia Plástica do Abdômen

Com o envelhecimento, gravidez, alternância de engorda e emagrecimento, ocorre um abaulamento flácido do abdômen, formado por sobra de gordura e principalmente de pele. A cirurgia plástica do abdômen remodela ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura) que se acumula abaixo do umbigo e ao ajustar a cinta muscular frouxa (é feito o reposicionamento do músculo abdominal). Não é uma cirurgia para emagrecer e sim para o remodelamento do abdômen e retirada do excesso de pele a partir da linha do umbigo até a região pubiana. O seu próprio umbigo será transplantado e, se necessário, remodelado.

 

Esta cirurgia é indicada para as pacientes que têm gordura localizada e fraqueza muscular associada à flacidez de pele, casos em que a lipoaspiração não resolve. A lipoaspiração isolada só é indicada se houver bom tônus muscular, boa elasticidade da pele e gordura localizada em pequena quantidade. Há casos em que os dois procedimentos, abdominoplastia e lipoaspiração, devem ser associados para um bom resultado e outros em que abdominoplastia pode ser substituída pela mini-abdominoplastia - quando houver menor excesso de pele e gordura abaixo do umbigo. O ideal  é submeter-se a cirurgia após ter todos os filhos, porque a gravidez pode provocar nova flacidez de pele e muscular. A cirurgia deve ser realizada com a paciente sob o peso ideal  ou próximo deste, pois o risco de complicações pós-operatórias na paciente obesa é maior. Além disso, o excesso de peso compromete o resultado final.

A cirurgia é realizada habitualmente sob anestesia peridural ou geral, tem duração aproximada de 3hs, e tempo de internação de 24 horas. Os pontos, em geral, não precisam ser retirados, pois usamos fios absorvíveis pelo organismo.

No pós-operatório, drenos de aspiração são usados para evitar o acúmulo de líquidos entre a pele e os músculos, auxiliando na prevenção e redução do inchaço (edema), e são retirados em 5 a 7 dias após. Alguns cuidados no pós operatório são fundamentais para o bom resultado, como evitar sol por um período de 2 a 3 meses, evitar relações sexuais nas 2 primeiras semanas, exercícios físicos vão sendo liberados após 30 dias, uso contínuo de cinta por 30 dias, são indicadas sessões de drenagem linfática a partir de uma semana para acelerar a drenagem de liquidos no local,  favorecendo a cicatrizarão e eliminação de inchaço.

A cicatriz fica posicionada logo acima dos pêlos púbicos e é facilmente escondida pelas roupas íntimas e biquínis. 

Esta cirurgia não é dolorosa, a região da cicatriz é levemente dolorida nas primeiras 72 horas, sendo facilmente aliviada pelo uso de analgésicos comuns.

Com o decorrer dos meses, tendo-se iniciado os exercícios orientados para modelagem e as drenagens linfáticas, vai-se gradativamente atingindo o resultado definitivo. Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado, antes de 12 a 18 meses de pós-operatório.